Pela Água: a quanto nos obriga o amor?

0
20

Imagina um encontro entre dois homens de gerações diferentes, mas amantes da mesma mulher.

Este é o mote do espetáculo Pela Água, de Tiago Correia, que está em cena até ao dia 22 de julho na Sala Vermelha do Teatro Aberto.

Pela Água é um texto inédito, onde o autor explora o diálogo entre dois homens de idades diferentes, ambos dominados pela paixão, pelo rancor e pela ausência – o que nos permite, simultaneamente, refletir sobre as realidades políticas e sociais que moldam as personagens e as suas escolhas.

A quanto nos obriga o amor? Quanto o sacrificamos?

Este é o momento de se confrontarem um ao outro e ao seu eu interior. “Pela água, o caminho adensa-se e a verdade oculta-se de novo na corrente.”

O texto desta peça foi vencedor do Grande Prémio de Teatro Português 2016 e é da autoria de Tiago Correia. Conta com a encenação e dramaturgia de Tiago Torres da Silva e interpretações de Fernando Luís, Miguel Nunes e Teresa Sobral.

O teatro tem sessões de quarta-feira a sábado às 21h30 e domingo às 16 horas.

[Fotografia: Teatro Aberto]

Comente este artigo

Please enter your comment!
Please enter your name here