Estás triste? A culpa pode ser do Instagram

0
42

Passas muito tempo a ver insta stories e a fazer scroll no feed do Instagram? Cuidado, isso pode estar a afetar a tua auto-estima…

Redes Socias: estão aí os novos vícios – e podem ser mais perigosos do que o álcool e o tabaco (e mais difíceis de largar do que parar de roer as unhas). Os resultados chegam do estudo #StatusofMind, que chegou a conclusões que apontam que a rede social tem um impacto muito negativo sobre a imagem que os jovens têm de si mesmos.

Ansiedade, solidão… Identificas-te? Cerca de 1.500 jovens entre os 14 e os 24 anos analisaram e classificaram de que forma consideram que as redes sociais que usam no quotidiano (YouTube, Snapchat, Twitter, Facebook e Instagram) afetam as suas emoções.

O nosso amigo colorido dos mosaicos organizados ficou num lugar muito desfavorável… Mesmo no fim da lista!

E porquê? É que, apesar de o Instagram uma influência positiva para a expressão pessoal, o Royal Society for Public Health (RSPH) descobriu que esta plataforma, que “devia ajudar os jovens a conectarem-se, pode estar a alimentar uma crise de saúde mental”.

Como podes evitar que a tua auto-estima seja afetada? É difícil ficar indiferente às fotografias aparentemente perfeitas de alguns utilizadores, mas tenta não te comparar demasiado. É que nem tudo o que lá está é verdade… E, no fundo, tu sabes disso!

Hoje em dia, com as apps de edição de imagem, os filtros – enfim, tudo aquilo que certamente conheces – é possível transformar uma vida normalíssima de quem acorda despenteado e vai por o lixo e passear o cão num feed em tons rosegold e que parece saído de uma galeria de arte… Por isso, tenta não te ir abaixo só porque a tua vida não é toda perfeitamente organizada como a destes instagramers aparenta ser… Porque a deles também não é bem assim!

A classificação mais favorável foi para o Youtube (que boa surpresa, já que este parece andar numa maré de azar – estão recordados da peripécia do Despacito?).

[Foto: Instagram]

Comente este artigo

Please enter your comment!
Please enter your name here