Em Portugal, 25% dos jovens passam mais de seis horas online

0
35

A conclusão é de um estudo do Instituto Superior de Psicologia Aplicada (ISPA), realizado com base numa amostra de três mil jovens, e revela que muitos dos jovens portugueses revelam sintomas de vício no mundo online.

Os principais indicadores apurados por esta investigação apontam para jovens ligados mais de seis horas por dia, pelo privilégio de contactos online em detrimento do contacto físico e pela falta de atividades de lazer no mundo real. Dados que são considerados preocupantes pelos investigadores do ISPA.

Entretanto, este estudo originou a publicação do livro #Geração Cordão, de Ivone Patrão, que é da opinião que a solução não pode estar na proibição do uso da internet, e que o caminho deve passar pela criação de regras personalizadas de acordo com cada caso. Aqui, aponta ainda, cada família deve criar uma regulação informal para ajudar os jovens a perceber os limites e quais são as práticas a adotar.

De acordo com esta especialista, muitos pais acreditam que os seus filhos estão mais seguros no computador do que na rua, mas para além dos vírus e do cyberbullying, há preocupações bem maiores neste comportamento, como o isolamento e a preferência pela tecnologia, que funcionam muitas vezes como entraves ao normal desenvolvimento e à socialização, e que muitas vezes se verifica também nos namoros.

O livro #Geração Cordão revela vários casos que ilustram os problemas e os desafios online, mas também dá destaque a casos positivos. Porque o se pretende não é a proibição, mas sim a reflexão e a criação de regras.

[Fonte: Sapo]

Partilhar

Comente este artigo

Please enter your comment!
Please enter your name here