Investigadores portugueses criaram spray nasal contra a Hepatite B

0
473

Investigadores do centro de Neurociências e Biologia Celular (CNC) e da Faculdade de Farmácia da Universidade de Coimbra (UC) desenvolveram uma vacina para a hepatite B em forma de spray nasal, uma excelente notícia, principalmente para os países em vias de desenvolvimento, onde há falta de profissionais de saúde, responsáveis pela administração das vacinas injetáveis.

Mas a administração oral da vacina acarreta consigo ainda mais vantagens, permitindo, por exemplo, diminuir os elevados custos humanos e financeiros destes países, associados às complicações decorrentes da administração de injetáveis, nomeadamente as infeções provocadas pela reutilização de seringas.

Olga Borges, coordenadora do projeto publicado na revista científica Molecular Pharmaceutics, explicou em comunicado que “foram criados ‘sistemas de transporte’ (nanopartículas poliméricas) capazes de levar as moléculas terapêuticas desde a mucosa nasal até ao interior das células” e “os resultados obtidos em ratinhos demonstraram que a formulação desenvolvida é eficaz pela via intranasal”. Como a hepatite B é uma doença sexualmente transmitida, que penetra pelas mucosas dos órgãos reprodutores, o vírus pode ser, assim, combatido logo num dos canais de entrada do nosso organismo.

O projeto, que teve a colaboração da Universidade de Genebra, insere-se numa linha de investigação em vacinas iniciada em 2003, tendo as nanopartículas sido desenvolvidas durante quatro anos por Filipa Lebre, doutoranda da Faculdade de Farmácia da UC.

[Fonte: Notícias ao Minuto]

[Foto: Banco da Saúde]

Partilhar

Comente este artigo

Please enter your comment!
Please enter your name here

*