A importância das transferências no futebol

0
755

Porque tem o teu clube de vender os seus melhores jogadores? A resposta está num estudo que acaba de ser premiado.

As transferências de futebolistas na Europa foram o tema do estudo vencedor do Prémio Professor Albino Maria 2015, uma das principais distinções na investigação em gestão do desporto. Este trabalho avalia como as transferências dos futebolistas têm sido influenciadas por diversas variáveis, e de que forma os clubes têm sabido aproveitá-las para as suas finanças. Por isso, se és daqueles que acham que o teu clube devia sempre manter os melhores jogadores, isto é material do teu interesse.

Segundo o autor do estudo, Paulo Reis Mourão, “as receitas das transferências de jogadores têm tido um peso cada vez maior na sustentabilidade financeira e na boa gestão dos clubes profissionais”, e as vinte maiores transferências foram “acima dos 20 milhões de euros, incluindo atletas, clubes e gestores portugueses, pelo que é fulcral perceber a magnitude deste fenómeno e como os clubes têm sabido gerir esses fundos”, conclui o também professor da Escola de Economia e Gestão da Universidade do Minho.

Se gostas de futebol, sabes que neste particular Portugal é um exemplo claro de valorização de jogadores. Para o autor deste trabalho, isso faz com que “o nosso campeonato dependa da rotação dos futebolistas e da sua própria valorização, e leva à perda de competitividade das nossas equipas no plano internacional”.

Este prémio é atribuído pela Escola Superior de Desporto de Rio Maior, em parceria com os municípios de Rio Maior e Santarém, de acordo com critérios como a inovação, o mérito científico e técnico, a aplicabilidade a contextos reais e a qualidade da redação e da apresentação dos trabalhos candidatos.

Comente este artigo

Please enter your comment!
Please enter your name here