O admirável mundo novo do Windows 10

0
464

O que é? Um update completo do sistema operativo mais utilizado do mundo, cheio de melhorias e novas funcionalidades. Para quando é? Algures durante 2015. Quanto vai custar? Ainda não temos valores, mas uma coisa é certa: se queres saber o que te reserva o último grito da Microsoft, chegaste ao lugar ideal.

É oficial: o Windows 10 chega em 2015, e com vontade de levar tudo à frente. Windows 9? Não é preciso. Windows 8? O que era isso? O anúncio surgiu há umas semanas num evento em San Francisco, EUA, e a Microsoft garante: vai funcionar em todos os dispositivos (leste bem, todos: computadores, tablets, portáteis e smartphones) e pôr os restantes sistemas operativos. Porquê? Continua a ler e vais descobrir.

Menu Iniciar, volta que estás perdoado!
É um desejo tornado realidade – depois daquele que foi um dos maiores erros do Windows 8, os developers da Microsoft vão devolver aos utilizadores o clássico “Menu Iniciar” (nascido com Windows 95) e incorporar nele alguns “Tiles” personalizáveis do menu do Windows 8.

Desktops e janelas à vontade do freguês
À semelhança do que acontece noutros sistemas operativos, o Windows vai passar a oferecer vários ambientes de trabalho e haverá mudanças na funcionalidade de “snap” das janelas (que as redimensiona automaticamente ao arrastar, de acordo com o espaço disponível no ecrã). Também as aplicações da Windows Store vão deixar de abrir obrigatoriamente em full-screen e passam a funcionar no desktop, como uma janela.

Um Task View renovado
O método de mudar de tarefa para tarefa do Windows 8 foi pelo cano abaixo sem cerimónias e vai ser substituído pelo novo Task View, que permite saltar entre tarefas e desktops sem dificuldade. O comando Alt+Tab também passa a trocar ambientes de trabalho.

“/Cmd” entra no século XXI (finalmente)
Está longe de ser uma adição revolucionária, mas já não era sem tempo: a linha de comandos vai passar a aceitar atalhos de teclado, o que significa que a partir de agora vai haver muito mais do que copy & paste. Podes clicar com o botão direito do rato na barra de título de uma janela da linha de comandos, selecionar “Propriedades” e “Experimental” e ver vários novos recursos.

Diz olá ao modo Continuum
O Windows reconhece o modo como estás a utilizar o teu dispositivo e muda o interface para se adaptar melhor. Por exemplo, se trabalhares com um Surface Pro 3, o Windows 10 funciona em “tablet mode” e dá destaque ao Start Screen. Se ligares o teclado ao Surface, o Windows reconhece que estás a utilizá-lo de forma diferente e muda para o “desktop mode”.

unnamed (8) unnamed (11)

[Foto: Patrícia Fernandes ]

Partilhar

Comente este artigo

Please enter your comment!
Please enter your name here

*