Ratos a decifrar labirintos no Dolce Vita Douro

0
786

Hoje, durante três horas, a robótica toma conta da Praça Central do Dolce Vita Douro para um concurso promovido pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD). O “Micromouse Portuguese Contest” desafia os participantes a resolver um labirinto recorrendo a pequenos robôs. Está dado o mote para a “European Robotic Week”.

A semana de 26 de novembro a 2 de dezembro é a escolhida para alertar para a importância que a robótica tende a tomar nas mais diversas áreas, numa celebração a nível europeu que não vai passar despercebida no nosso país.

Para o arranque, a UTAD escolheu a versão portuguesa de um concurso que nasceu no Japão, na década de 70, onde ainda hoje se disputam os melhores torneios, com os melhores concorrentes. O concurso que leva um rato robô, completamente autónomo, a decifrar um caminho labiríntico tornou-se popular também no Reino Unido, EUA, Singapura, Índia e Coreia do Sul.

Mais logo, pelas 14 horas, quem passar pelo Dolce Vita Douro poderá presenciar a edição portuguesa, no “Micromouse Portuguese Contest”. Com um labirinto composto por 16 por 16 células (ou blocos), cada uma formada por um quadrado com 18 centímetros e com paredes de 5 centímetros de altura, o objetivo do torneio é perceber e executar o caminho mais rápido desde o ponto de partida (a célula de um dos cantos) até ao bloco central, no meio do labirinto. Todo o percurso é feito por ratos que são, na verdade, robôs.

O robô deve primeiro chegar ao ponto central e depois, durante 10 minutos, fazer pesquisas adicionais que permitam perceber qual o caminho mais rápido – é a Fase Exploratória da competição. Uma vez encontrada essa rota ideal, resta executá-la – dá-se o nome de Fase Rápida. Quem demorar menos tempo, naturalmente, ganha (o recorde do mundo está fixado nos quatro segundos).

O “Micromouse Portuguese Contest” é apenas uma das atividades que estão previstas para assinalar a semana que a Europa dedica à robótica, “European Robotics Week”, ainda que venham diretamente do Japão as participações mais impressionantes.

[Foto: UTAD]

Partilhar

Comente este artigo

Please enter your comment!
Please enter your name here

*