Uma tese de mestrado das pesadas

0
621

Para a elaboração da tese de mestrado duma aluna da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) sobre tema “Sonolência nos condutores de veículos pesados e risco de acidentes de viação”, a Transportes Paulo Duarte (empresa do setor de transportes rodoviários de mercadorias e logística de distribuição) não foi de modas e colocou os seus motoristas a responder a um inquérito.

Os trabalhadores da companhia sediada em Torres responderam a várias questões referentes a distúrbios do sono em determinados grupos profissionais e o respetivo impacto a nível rodoviário. A observação dos resultados demonstrou que a sonolência está relacionada com cerca de 15 a 20% de todos os sinistros, sendo a síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS) a condição responsável por Sonolência Excessiva Diurna (SED).

O estudo revela ainda que os indivíduos com SAOS têm um risco entre duas a sete vezes superior de sofrerem acidentes, sendo a obesidade um dos principais fatores de risco. Neste âmbito, as medidas mais adotadas pelos condutores para evitar a sonolência ao volante foram: beber café (45%), abrir as janelas (33%), parar para dormir (33%), beber água (30%) e ligar o rádio (15%). A tese foi considerada pertinente pela Comissão de Ética da Universidade do Porto (U.Porto), pelo facto da investigação se assumir como uma novidade numa área sensível ao nível da responsabilidade social e da saúde.

[Foto: Central de Informação ]

Partilhar

Comente este artigo

Please enter your comment!
Please enter your name here

*