Thuram joga no campo da solidariedade

0
390

De Lilian Thuram (se fores um aficionado do futebol e tiveres boa memória) recordas os grandes jogos pela seleção francesa, pelo Parma, pela Juventus e pelo Barcelona. Agora, o retirado futebolista corre por outros ‘títulos’ e criou uma Fundação de luta contra o racismo. Dia 15 de novembro estará em Lisboa a apresentá-la, a convite do Programa Gulbenkian Próximo Futuro.

O próprio Thuram, francês de origem caribenha, de raça negra, sentiu nos relvados o peso que alguns fanáticos atribuem à cor de pele e no início do século recusou transferir-se para a Lazio de Roma, por considerar os adeptos racistas.

Era o início da atividade do futebolista na luta contra a discriminação, que levou ao nascimento da Fondation Lilian Thuram – Éducation contre le racisme. Sob o lema de que ninguém nasce racista, apenas se torna um, Thuram vem a Portugal explicar as principais atividades que a Fundação tem vindo a desenvolver desde 2008, ano em que foi criada, e as formas de educar quem ainda se rege por qualquer tipo de preconceito.

Partindo do racismo como construção intelectual, haverá também lugar a um debate entre o convidado de honra e a assistência acerca das várias formas que ele pode tomar.

Lilian Thuram, campeão da Europa em 1998 e do Mundo em 2000, mostra a faceta solidária, numa conferência com tradução simultânea e com transmissão online. A entrada no Auditório 2 da Fundação Calouste Gulbenkian, no dia 15 de novembro, entre as 18.30h e as 20.30h, é livre.

[Foto: rpp.com.pe]

Partilhar

Comente este artigo

Please enter your comment!
Please enter your name here

*