Pirataria com mais adeptos

0
508

Os downloads, a partilha de informação ou a forma como se regula a cultura na internet. Tudo isto estará em debate na segunda conferência internacional acerca da Cultura Pirata na Sociedade da Informação, a decorrer no dia 25 de outubro, na Biblioteca Nacional. A força dos partidos pirata serve de mote para o evento.

Foi em 2006 que surgiu o primeiro Partido Pirata (PP), na Suécia, que se regia pelo valor da cultura livre no digital. Em 2009, depois do julgamento dos três cidadãos suecos responsáveis por um dos mais famosos sites de partilha de ficheiros, o The Pirate Bay, o PP sueco ganhou uma atenção mediática que lhe garantiu um eurodeputado em Bruxelas, por altura das eleições europeias, graças aos cerca de 50 mil militantes.

Agora é o PP alemão a reacender o tema. Ganhou força com o desencantamento do eleitorado em relação à esquerda e à direita e pode conseguir um efeito de contágio nos mais de 40 países que já contam com um partido pirata. Esse ainda não é o caso de Portugal, que tem no entanto, há já alguns anos, um Movimento Partido Pirata Português, que procura angariar as assinaturas necessárias para se formar enquanto tal.

Os partidos pirata incluem no seu plano de ação partilha, privacidade, liberdade e transparência, numa tentativa de mudar a forma de fazer política, usando para isso, naturalmente, as potencialidades das tecnologias digitais. Defendem a livre partilha de conteúdos online e uma forma diferente de regulação do acesso à informação.

É um pouco de tudo isto, mas certamente muito mais, que se vai discutir no dia 25 de outubro, entre as 10h e as 19.30h, na Biblioteca Nacional, na 2ª Conferência Internacional sobre Cultura Pirata. A entrada é livre, mas está sujeita a inscrição – culturapirata2012@gmail.com. Caso não consigas estar presente mas queiras mesmo, mesmo assistir, como mandam as boas leis da cultura pirata, a conferência pode ser acompanhada em direto a partir daqui.

[Foto: noticias.esquillo.com]

Partilhar

Comente este artigo

Please enter your comment!
Please enter your name here

*