A arte que dá vida

0
526

Um edifício no centro do Porto, em tempos pertencente a uma empresa da área dos tecidos, foi reinventado, num projeto com a assinatura do Design Factory. A beleza na decadência era o ponto de partida para dar uma nova vida ao espaço, através de várias representações artísticas. Centenas de pessoas viram o resultado.

Durante quatro dias, o 581 da Rua do Almada, bem no coração da cidade invicta, abriu a porta para “The House – Creative Exhibition”, um projeto com curadoria e conceptualização do Design Factory, que convidou 15 artistas para uma nova abordagem ao espaço.

Mantendo a história e lembrando o passado, a memória do edifício foi reinterpretada, através do recurso a objetos, sons e imagens antigas da cidade do Porto. Sob o tema “Decadent Beauty”, do rés-do-chão ao segundo piso, sem esquecer o espaço exterior, todo o espaço foi recriado, numa explosão artística que misturou a contemporaneidade com a história de divisões que já foram salas de costura ou de tecidos.

The House 2
Objetos, sons ou imagens, tudo era permitido para recriar o espaço.

Centenas de pessoas visitaram “The House – Creative Exhibition”, que juntou ao todo 16 manifestações artísticas. Os Rising Giant foram os convidados internacionais do Design Factory, numa exposição incluída no Get Set Festival.

The House 1
O espaço exterior não foi esquecido.
Rising Giant
A ilustração a preto e branco foi recurso dos Rising Giant para lembrar a beleza decadente na era vitoriana em Inglaterra.

[Fotos: Design Factory]

Partilhar

Comente este artigo

Please enter your comment!
Please enter your name here

*