Lusofonia chamada à Covilhã

0
1073

Discutir a lusofonia, nas várias formas de arte e cultura, através de um congresso internacional, é a proposta promovida pela Universidade da Beira Interior (UBI). Nos dias 24 e 25 do próximo mês, juntam-se Portugal, Brasil e África na Covilhã, para compor o Congresso Internacional Portugal-África-Brasil da UBI. “Relações Históricas, Literárias e Cinematográficas” é o subtítulo da iniciativa e não deixa margem para dúvidas.

Académicos, investigadores e personalidades ligadas à cultura de cada um dos povos vão debater as incontornáveis ligações históricas que unem os países de expressão lusófona, fortalecendo o que mantêm em comum e que o tempo não apagou.

O Departamento de Letras da UBI é o principal promotor do evento, contando com o apoio de outros departamentos e entidades estrangeiras, e resume o trabalho desenvolvido, afirmando que “fez confluir essas três áreas geográficas da lusofonia que são Portugal, o Brasil e os PALOP num congresso internacional que tem por objeto de estudo as suas relações históricas, literárias e cinematográficas, dispondo no subtítulo do congresso, por ordem cronológica, formas de relacionamento cultural cuja base de intercâmbio foi e é a língua portuguesa”.

Para além das relações históricas e literárias, o tema do congresso deixa antever o destaque dado ao cinema e à cultura e identidade cinematográfica de Portugal, Brasil e África, convidando para esta área o curso de Cinema da Faculdade de Artes e Letras da UBI e o Centro de Estudos Africanos da Universidade do Porto.

A iniciativa ganha especial relevância por se realizar o Ano do Brasil em Portugal, bem como o de Portugal no Brasil, fazendo de 2012/2013 o período ideal para estreitar relações entre os dois países e deixar cair algumas barreiras. No fundo, resumem os responsáveis da organização, “refletir e divulgar, de um ponto de vista sincrónico e diacrónico, domínios culturais de grande impacto pessoal e social como são a história, a literatura e o cinema, manifestações que podem marcar idiossincrasias ou serem pontes entre países independentes que tiveram um passado unido por uma língua comum”.

[Foto: embaixada-portugal-brasil.blogspot.com]

Partilhar

Comente este artigo

Please enter your comment!
Please enter your name here

*