Quatro vermes, uma descoberta

0
582

São quatro novas espécies que a ciência acaba de descobrir. O contributo é dado pela Universidade de Aveiro (UA) e os quatro vermes marinhos têm uma forma tão simples e tão poucas características externas diferenciadoras que se torna quase impossível distingui-los.

As espécies identificadas pertencem à família dos Lumbrinerídeos e já foram batizadas: Lumbrineris lusitânica, que é a que se encontra distribuída ao longo de toda a costa, de norte a sul do país; L. pinaster, L. luciliae e Gallardoneris iberica, com maior ocorrência na zona sul.

Ana Rodrigues, investigadora envolvida no projeto, juntamente com Victor Quintino e Roberto Martins, afirma que ”os vermes marinhos têm maxilas bastante variáveis e é sobretudo através delas que se identificam as espécies”. O que significa que, para os estudar, “é preciso paciência e muita dedicação!”.

As quatro espécies agora identificadas já se encontram depositadas na coleção de invertebrados marinhos do Departamento de Biologia da UA, bem como no Museu de História Natural de Lisboa.

[Foto: UA]

Partilhar

Comente este artigo

Please enter your comment!
Please enter your name here

*