Quando a cabeça não tem juízo a voz é que paga

0
573

Tal como o resto do corpo, a voz vai mudando com o avançar da idade e não há grande coisa que possamos fazer quanto a isso (os rapazes que durante a puberdade só conseguiam falar em falsete, intercalado por um silêncio absurdo, que se acusem). Hoje é Dia Mundial da Voz e a Mais Superior dá-te as dicas para a manteres audível.

Há comportamentos que te ajudam a melhorar a voz, para além dos que ajudam a estragá-la, e alguns bastante óbvios, pelo que não servem desculpas. A saber: fumar faz mal (olha a novidade), falar muito tempo ao telemóvel em locais ruidosos também (experimenta explicar alguma coisa quando as portas do metro se estão a fechar), abusar das bebidas com gás idem (provoca refluxo, isto é, a “subida” do suco gástrico até à garganta), ataques de tosse ou tentativas de limpar a garganta são de evitar (normalmente usamos muito os vocábulos “pigarrear” e “catarro”) e mudanças bruscas de temperatura também não ajudam. Por fim, para os humoristas de serviço, em casa, na faculdade ou na internet, imitar vozes de desenhos animados, cantores ou figuras conhecidas puxa um bocadinho pelas cordas vocais, provoca rouquidão e não é a melhor forma de aclarar a voz. Beber água, muita água, ter aulas de colocação de voz ou fazer desporto estão no pólo oposto.

[Foto: flaviocarvalhof.blogspot.com]

Partilhar

Comente este artigo

Please enter your comment!
Please enter your name here

*