Millennials defendem eutanásia e direitos LGBTI

0
8
Millennials defendem eutanásia e direitos LGBTI

Um estudo realizado no âmbito do Projeto Empreender 2020 – Regresso de uma Geração Preparada pela CH Consulting inquiriu vários millennials de Portugal, Espanha, França, Reino Unido e Estados Unidos América de forma a perceber como vêem alguns assuntos controversos.

Os países foram escolhidos pois fazem parte da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) e foram inquiridos cerca de 5 mil jovens entre janeiro e março deste ano. A conclusão geral foi a de que, no geral, os millennials têm um pensamento mais justo, igualitário e otimista.

Segundo o estudo, 87,5 por cento dos jovens concorda com a prática da eutanásia. Em relação à família, 82,4 por cento defende que os gays deviam ter os mesmos Direitos de Família que os heterossexuais e 84,3 por cento afirma que a Interrupção Voluntária da Gravidez deve permanecer legal.

Apenas cerca de 10 por cento dos jovens inquiridos diz não fazer poupanças e 71,1 por cento afirma que prefere um produto usado e em bom estado do que um novo – e, mesmo assim, é o número mais baixo quando comparados com os outros países. Quase 80 por cento dos portugueses acredita que vai ter mais sucesso profissional do que os pais, sendo que 83,4 por cento tem esperança que os seus rendimentos aumentem de forma significativa nos próximos cinco anos.

[Fonte: Sapo 24]
[Foto: Unsplash / Matheus Ferrero]

Partilhar

Comente este artigo

Please enter your comment!
Please enter your name here

*