70% dos jovens portugueses qualificados emigrados quer voltar

0
18

Um questionário online lançado pela Fundação Associação Empresarial de Portugal (AEP), no âmbito do programa “Empreender 2020 — Regresso de uma geração preparada”, que pretendeu estudar a emigração de jovens qualificados e a forma de os cativar a regressar, provou que 70% quer voltar a Portugal.

O projeto quer divulgar oportunidades de empreendedorismo qualificado e criativo, identificar as condições que favoreçam o retorno dos jovens portugueses qualificados emigrados, e debater um modelo de desenvolvimento capaz de os acolher.

A saudade dos familiares e dos amigos é a principal motivo que explica a vontade de regressar destes jovens, que também apontam para as possíveis oportunidades de carreira, de criar o próprio negócio e do rendimento a auferir como outras causas implicadas.

Os 30% restantes afirmam não fazer intenções de voltar a Portugal devido aos salários reduzidos, às poucas oportunidades de carreira, à falta de oferta de emprego na área de experiência e à instabilidade do país.

O Reino Unido é sítio que acolhe mais portugueses qualificados, seguido da Alemanha, França, Holanda e Suíça. Relativamente à sua situação profissional, o inquérito mostra que 59,9% estão empregados com um contrato sem termo, 20,6% com contrato a termo, 7,2% são estudantes, 5,8% trabalham por conta própria sem empregados, 2,8% são empresários e têm funcionários, 2,1% estão noutra situação e 1,3% estão no desemprego.

Quanto às suas habilitações académicas, 38,1% tem Mestrado, 31,1% uma Licenciatura de quatro ou cinco anos, 15,1% um Doutoramento, 9,6% um Bacharelado ou Licenciatura de três anos e 6,1% o Ensino Secundário.

Relativamente aos inquiridos, o estudo mostra que a maior parte, 40%, é do distrito de Lisboa, e 18,7% do Porto.

[Fonte: P3]
[Foto: Pexels]

Partilhar

Comente este artigo

Please enter your comment!
Please enter your name here

*