São Valentim high tech

0
729

Longe vão os tempos em que um ramo de flores e um cartão em papel com a letra bem desenhada faziam as delícias dos enamorados a 14 de fevereiro. Hoje em dia, “EU AMO-TE” diz-se com um vídeo, uma música ou um postal eletrónico onde duendes com as caras dos dois apaixonados recortadas seguram corações saltitantes.
A Mais Superior deixa, portanto, algumas sugestões para que o teu São Valentim contenha uma pitada (ou duas) de novas tecnologias.

Postais eletrónicos
Só os apaixonados da velha guarda continuam a abrir as caixas de correio em busca de cartas perfumadas. A moda está nos e-cards: em formato de imagem ou vídeo, mesmo os mais desajeitados com a caligrafia e o desenho podem enviar verdadeiras obras de arte às suas caras-metade. Dos cartoons às imagens reais, passando pelas alusões cinematográficas ou os trabalhos em plasticina, tens até a possibilidade de personalizar o teu cartão eletrónico com a fotografia dos dois pombinhos em versão Romeu e Julieta, Brad Pitt e Angelina Jolie ou Adão e Eva.
Experimenta o JibJab.

O poder do vídeo
Ela está em ERASMUS? Tu estás a fazer um estágio noutra cidade? Se a distância for um osso duro de roer durante o dia dedicado aos apaixonados, opta por fazer uma videochamada ao teu amor. Os quilómetros poderão ser encurtados com a ilusão de um ecrã: enche o espaço do monitor com papelinhos cheios das coisas que gostas nessa pessoa, faz-lhe um teatro de marionetas em que vocês dois são as personagens principais, prepara um streptease original, mascara-te de Elvis e canta-lhe o “Love me tender” ou aproveita para tirar do bolso do casaco o anel de compromisso que lhe vais dar quando estiverem juntos de novo… Se as coisas já estiverem nesse ponto, claro.
Experimenta o Skype.

Mensagens de voz
Embora hoje permitam fazer quase tudo (desde saber a localização atual a ver o tempo, fazer contas, tirar fotografias e ver filmes), os telemóveis nasceram com o intuito de fazer chamadas de voz (sabemos que pode cair no esquecimento este facto histórico…). Por isso, mesmo que tenhas encontro marcado com a tua cara-metade mais tarde (um jantar, por exemplo), nada mais romântico do que saber como foi o dia dela através de uma chamada prévia. Sussurra-lhe ao ouvido a música preferida, conta-lhe uma anedota, imita a voz do homem das pizzas ou deixa-lhe uma composição sobre o que mais te apaixona nessa pessoa.
Para ela ouvir mais tarde e poder recordar sempre que quiser (o que não acontece nas chamadas telefónicas), podes utilizar a aplicação WhatsApp (para iPhone, BlackBerry, Android, Windows Phone, e Nokia) e preparar uma mensagem áudio para o teu amor. 

Fotografias com vida própria
E porque recordar é viver, nada melhor do que fazeres uma seleção das fotografias que mais marcaram o teu namoro nos últimos tempos (vasculha os telemóveis e as redes sociais para que nada caia no esquecimento). Depois, basta colocares o resultado final numa moldura digital e ofereceres ao teu mais-que-tudo. Para além de contar com uma qualidade digna de filme, a outra boa notícia é que as fotos podem ser acompanhadas de uma música à tua escolha.
Se comprar molduras estiver fora de questão, faz uso do Instagram, recorda o teu ano em imagens com o aplicativo do Facebook ou evita intrometidos com o Snapchat, a aplicação que possui um limite de tempo de vizualização para cada fotografia (de 1 a 10 segundos). Após este período, a foto desaparece dos dois aparelhos, o que impede qualquer tipo de vigilância por parte de pais, curiosos ou entidades patronais. Curioso?

[Foto: ♥ Moa Maria @ Flickr]

Partilhar

Comente este artigo

Please enter your comment!
Please enter your name here

*