Móveis na ponta dos dedos

0
1062

Banco, cadeira, cadeirão, mesas, mesa de café e candeeiro. Podes escolher qualquer uma das seis peças da CUT furniture para mobilar a tua casa. As vantagens? 

Ao serem feitas em Valchromat (um material semelhante à madeira e cujo acabamento resulta numa fina camada de fácil manutenção), dispensam o uso de parafusos, martelos, pregos ou cola, já que para montares os teus novos móveis, a única ferramenta de que vais precisar vão ser os teus dedos… Garante a sua promotora, Mariana Costa e Silva.

Se desconfias da resistência deste mobiliário, desiste da ideia, pois os créditos há muito que vieram ter com a CUT furniture: este projeto foi selecionado para exposição no Prémio Massimo Dutti Design; ganhou o 1º Prémio Nacional Indústrias Criativas Unicer/Serralves; e foi já lançado internacionalmente, em 2011, na Interior Lifestyle Tokio, e, a nível nacional, na Experimenta Design 2011.

Quando é que o mobiliário desmontável se tornou num assunto sério, nascendo a CUT furniture?

O passo da ideia ao negócio foi impulsionado pelo Prémio Nacional Industrias Criativas Unicer/Serralves. Com o prémio monetário, foi possível criar uma coleção, registar a marca e os modelos, lançá-la na Interior Lifestyle Tokio e depois na feira Ambiente 2012 e 2013.

CUTtable
Já estás a imaginar a tua nova sala de estar?

O que é, afinal, o Valchromat e como se faz mobiliário neste material?

O Valchromat é um material que está pronto a usar tal como se apresenta no momento da compra. Para além de ter uma resistência mecânica muito superior ao comum MDF, é hidrofugo e tem cor em toda a espessura – o que permite minimizar o acabamento, por muito complexas sejam as formas das peças. Estas caraterísticas, juntamente com as propriedades ecológicas, foram as principais razões que me levaram a escolher o Valchromat como matéria-prima da CUT furniture.
Tendo como principal objetivo simplificar a fabricação de mobiliário, a CUT furniture tem como premissas: usar um único material, ser maquinado por uma única ferramenta, não usar ferragens, parafusos, pregos ou cola e cada peça pode ser montada e desmontada várias vezes sem ajuda de qualquer ferramenta de forma rápida e fácil.

O que distingue este tipo de mobiliário de outros projetos estilo ‘faça você mesmo’ já conhecidos?

Com a exceção de ser o consumidor final a montar as peças de mobiliário, em nada mais os produtos podem ser comparados. Na CUT furniture não há o risco de se perder um parafuso e ficarmos com a montagem inviabilizada – atualmente, o número máximo de componentes por peça são seis, tendo cada componente dimensões mais do que suficientes para não se perderem. Não são necessárias ferramentas para a montagem, nem para a desmontagem, apenas usamos a força (pouca) dos dedos. As peças podem ser montadas e desmontadas várias vezes sem desgaste dos encaixes.

Como foi dar o salto para esta atividade profissional: os momentos mais difíceis, dica a reter, mitos que pairam na cabeça de alguns jovens que também pensam abrir o seu próprio negócio, apoios e concursos que serviram de alavanca…

Não se pode dizer que tenha havido um salto… Desde sempre gostei de fazer as minhas coisas, de concretizar as minhas ideias. Como designer, desde estudante que senti que seria mais fácil criar os negócios para os produtos da minha conceção do que procurar interessados nos meus projetos.
O mais difícil é fazer o caminho sozinho. O mais importante é ser persistente e aprender com os erros.

CUTchair
Mobiliário bonito, prático e resistente.

Quem é Mariana Costa e Silva?
Antes de mais, é açoriana de gema, da Ilha Terceira. Cursou Design de Equipamento na Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa (FBAUL), admite que a passagem pela Universidade a ajudou a estruturar o pensamento e nunca mais deixou de pensar em formas e objetos. Atualmente, esta jovem de 32 anos tem como principal atividade profissional a “prestação de serviços de Design Industrial para a indústria do mobiliário, cerâmica, vidro, metalomecânica, plásticos… Ou para individuais (decoração de ambientes, por exemplo)”. Em simultâneo, a paixão pelo Design consegue fazê-la gerir três marcas próprias: a Confeitaria da mala, a CUT furniture e a Cuco Toys, estas duas últimas em parceria. Ah… “E também no Facebook os produtos podem ser encomendados via e-mail ou nos pontos de venda indicados nos sites”, conclui Mariana, em jeito de lembrete. Lema de vida? A designer cita Mies van der Rohe com “Less is more”.
Se a tua curiosidade persiste, sabe mais sobra a Mariana Costa e Silva aqui.

[Foto: Cedida pela entrevistada]

Partilhar

Comente este artigo

Please enter your comment!
Please enter your name here

*