Carro + Dia dos Namorados… O que fazer?

0
762

Está a chegar o dia mais romântico do ano e o Razão Automóvel, juntamente com a Mais Superior, diz-te o que podes fazer com o teu carro e a tua cara-metade… Já sabes o que é?

É a segunda vez que vos escrevo e novamente cabe-me a mim a árdua tarefa de propor ideias que relacionem automóveis com as duas datas em que o consumismo mais nos invade: Natal e Dia dos Namorados. É certo que este último não leva à loucura das filas à porta das grandes superfícies comerciais que anunciam grandes descontos, mas facilmente identificamos que este dia se está a aproximar. Há montras decoradas com corações e tons avermelhados, lojas de lingerie cheias de cuecas e soutiens vermelhos que podem levar o mais distraído a pensar que determinado clube terá ganho o campeonato… Mas o que pode proporcionar o teu automóvel à tua cara-metade que seja mais simples que tudo o resto e que para isso só precises de gastar algum combustível? Ir à bomba de gasolina sai caro nos dias que correm, mas vá lá, a tua cara-metade merece: leva-a num passeio romântico! Pega no teu carro ou no carro lá de casa e parte para um dia diferente.

Prepara o carro
Certifica-te que tens o carro limpo por dentro e por fora. Limpar primeiro o interior e só depois o exterior. Não vais querer surpreender alguém no meio dos teus lenços de papel, pacotes vazios de bolachas e latas de sumo, por isso, toca a limpar e não perfumes o interior do carro ou uses um ambientador que provoque enjoos logo na primeira curva. Verifica a pressão dos pneus, nível do óleo, líquido limpa-vidros e o nível da água. Uma viagem romântica de colete refletor na berma da estrada a olhar para o carro e à espera do reboque não é muito agradável, apesar de memorável!

Sê original sem gastar muito dinheiro
Prepara o almoço desse dia e leva-o contigo. Fica mais barato do que almoçar fora e podes aproveitar o dinheiro que vais poupar no almoço para outras coisas. Se cozinhar não é a tua praia, pede ajuda a alguém que saiba ou procura na web: há vídeos e imagens suficientes para te tornares chef!

Planeia o teu destino com antecedência
Melhor do que ninguém, conheces a tua cidade e os seus pontos fortes. Procura fazer um itinerário que não te obrigue a fazer muitos quilómetros, caso contrário, vais aumentar os custos e o cansaço desta pequena aventura a dois, acima de tudo tenta não complicar. Se vives no Porto ou em Lisboa, deixo-te duas sugestões que já deves conhecer bem:

Vives em Lisboa? Sai de Lisboa, aponta o teu carro ao IC19 e acelera rumo a Sintra. Esta vila portuguesa, cuja Paisagem Cultural é Património Mundial da UNESCO, tem tanta coisa para ver e fazer que é bom que saias cedo de casa. Depois de passeares na zona histórica sai da Vila em direção ao Cabo da Roca e aproveita, dentro dos limites, a estrada desafiante que tens pela frente. De volta a Lisboa, segue em direção a Cascais e o dia termina na Praia do Guincho, vais ver que o teu carro nunca te deixou tão feliz e imbuído no espírito do amor que paira por todo o lado.

Vives no Porto? Desce a cidade em direção ao rio Douro e “da ribeira até à foz”, aproveita o cenário de cortar a respiração que a Invicta te oferece. Dica para o cenário perfeito: de manhã segue em direção a Gaia e passeia na margem sul do rio, a paisagem é imperdível. Esta margem é a mais fria, uma das razões para lá encontrarmos as caves do vinho do porto. A seguir ao almoço, mete uma boa música no rádio do teu carro e faz o caminho inverso até à Foz.

Facto: 90% dos leitores vão achar que este artigo é dirigido aos homens, mas na verdade aplica-se aos dois, porque as mulheres também gostam de conduzir. Decidir quem leva o carro fica entre vocês, nessa discussão já não me apanham! Sejam felizes e boas curvas!

Sobre o autor do texto

Quem é o Diogo Teixeira? Foi dirigente associativo no Ensino Superior durante dois anos. Atualmente trabalha na Sociedade Portuguesa de Autores (SPA), é editor do Razão Automóvel e finalista de Direito na Universidade Católica. Em miúdo destruía as miniaturas de carros que lhe ofereciam em segundos e os seus pais chegavam a esconder algumas. Sempre quis ser piloto de automóveis, mas teve de optar pelos estudos. Espera um dia ainda o ser…

[Foto: muhammad.u @ Flickr]

Partilhar

Comente este artigo

Please enter your comment!
Please enter your name here

*