O western nunca mais será o mesmo depois de “Django Libertado”

0
373

Pela primeira vez, Tarantino faz as coisas de forma linear e descreve a viagem de uma única personagem. Não há mudanças de perspetiva, nenhum golpe na cronologia, nenhuma separação por capítulos.

É, essencialmente, uma missão direta de salvamento da princesa, intensificada por decorrer no sistema feudal da aristocracia sulista, e Django tem aqui o seu próprio fogo e dragão para combater. Tem também um lugar honroso na galeria de Tarantino, tornando-se desagradável quando finge que está numa posição superior aos escravos e gerando simpatia nas cenas relacionadas com a esposa.

A queda de Tarantino para a comédia negra e para a violência hiper-realista é quase cartoonesca e choca contra a sua decisão ousada de retratar os horrores da escravatura. Mas, depois de “Django Libertado”, sabemos que o western nunca mais será o mesmo.

Nos cinemas.

FICHA TÉCNICA
Título Original:
Django Unchained
Realização: Quentin Tarantino
Argumento: Quentin Tarantino
Elenco: Jamie Foxx, Christoph Waltz e Leonardo DiCaprio

SOBRE O AUTOR DO TEXTO

A Empire é a revista de cinema mais vendida no mundo. Todas as novidades do cinema, entrevistas exclusivas, acesso privilegiado aos estúdios e grandes especiais são apenas alguns dos ingredientes que todos os meses vais poder encontrar nas bancas, em www.empire.com.pt e em www.facebook.com/RevistaEmpirePortugal.

[Foto: Revista Empire]

Partilhar

Comente este artigo

Please enter your comment!
Please enter your name here

*