Espargos para curar a ressaca

0
637

Beber muita água antes de ir dormir, comer até mais não, andar ou correr durante uns minutos. Várias são as técnicas (há quem também saiba algumas mezinhas) para atenuar as dores que a ressaca provoca após uma noite de excessos. Um estudo numa universidade sul-coreana vem apresentar um novo método de cura: os espargos.

A Universidade de Jeju fica na Coreia do Sul e avançou com um estudo do efeito dos compostos bioquímicos dos espargos em pessoas, ratos e células do fígado. Os resultados provaram que o vegetal diminui a toxicidade das células, principalmente graças aos aminoácidos e minerais presentes nas folhas.

B. Y. Kim, líder da investigação, garante que “os resultados fornecem a evidência de como as funções biológicas dos espargos podem ajudar a aliviar a ressaca de álcool e proteger as células do fígado”.

As conclusões foram retiradas depois dos testes feitos com voluntários, que foram convidados a beber um composto feito à base de espargos antes de ingerir grandes quantidades de álcool e que garantiram ter tido menos dores de cabeça, enjoos e sede do que seria habitual para uma ressaca.

As folhas, graças aos referidos aminoácidos, que aceleram a decomposição do álcool no organismo, são a melhor parte, ainda que a investigação não consiga indicar qual a dose certa para uma eficácia plena. Em princípio, comeres um espargo antes de sair já deve ajudar. Ingeri-lo durante ou depois também não é descabido, porque o importante é proteger o fígado.

A passagem de ano já lá vai, mas certamente não faltarão oportunidades em 2013 para testar a veracidade do estudo.

Para além das ressacas, os espargos têm outros benefícios para a saúde e os cientistas apontam a sua importância na prevenção de doenças como o cancro, fungos ou inflamações.

[Foto: jangadeiroonline.com.br]

Partilhar

Comente este artigo

Please enter your comment!
Please enter your name here

*