Para um Natal económico

0
548

O Natal está a chegar. As iluminações natalícias já estão nas ruas e as montras das lojas estão ainda mais tentadoras. De vez em quando avistamos um Pai Natal pendurado numa janela, os centros comerciais tornam-se mais agitados e a publicidade direcionada às crianças é enorme. É assim todos os anos e este não será exceção. Mas, desta vez, os portugueses vão fazer mais contas e cortar nos presentes de Natal, evocando a verdadeira essência da quadra.

Sugiro que entres neste espírito também e que, não só reduzas ao máximo a tua lista de presentes, como também entendas a redução que poderá ser feita pelos teus familiares. O Natal é muito mais do que uma troca de presentes. O Natal é uma época de afeto, de partilha e de união, pelo que são esses os valores que deves prezar.

Assim, proponho que antes de ires às compras, definas o montante que podes gastar. Será esse valor que terá de ser dividido pelo número de pessoas a quem vais oferecer presentes. Depois de definido o montante por pessoa, há que pensar no que se vai comprar. É fundamental saber o que se pretende antes de ir às compras, não só porque nos permite fazer comparação de preços, mas também porque evita desvios face ao orçamento. As compras online permitem, muitas vezes, descontos significativos que não são conseguidos nas lojas. É importante que estejas atento. Tudo isto deve ser feito com a máxima antecedência.

As técnicas do amigo secreto – que permite que cada pessoa compre apenas um presente – ou a junção de várias pessoas para aumentar o orçamento disponível para a compra de um presente – começam a ganhar cada vez mais adeptos, não só porque permitem verdadeiras poupanças, mas também porque acabam por ser divertidas.
Mas ainda é possível poupar mais, sobretudo se a criatividade for colocada em prática. Sugiro que optes por oferecer à família algo feito por ti, algo diferente e com um valor emocional muito superior. Experimenta e… Feliz Natal!

Sugestão de presentes low-cost:
– Um vídeo realizado com fotos ou pequenos filmes da família.
– Uma sobremesa confecionada por ti (pode ser dada no Natal ou oferecido um vale para outra altura a combinar)
– Uma foto da família emoldurada (ideal para pais e avós)
– Compotas e licores caseiros
– Vouchers com oferta de uma noite de babysitting, uma massagem ou algumas tarefas domésticas são alguns exemplos.

SOBRE A AUTORA DESTE TEXTO

Susana Albuquerque é Secretária-Geral e coordenadora do Programa de Educação Financeira da ASFAC – Associação de Instituições de Crédito Especializado. A também autora do livro “Independência Financeira para Mulheres” colabora mensalmente na revista Mais Superior para te dar dicas práticas que poderás aplicar no teu dia-a-dia.

[Foto: agloballove.wordpress.com]

 

Partilhar

Comente este artigo

Please enter your comment!
Please enter your name here

*