Obama a dobrar

0
705

Pela segunda vez, Barack Obama é o escolhido pela revista Time para Personalidade do Ano. O reeleito Presidente dos EUA já tinha sido agraciado com a distinção em 2008, altura em que se tornou o primeiro negro a assumir a Casa Branca. Malala Yousafzai e Tim Cook completam o pódio das figuras mais marcantes de 2012 para a Time.

A norte-americana Time justificou a decisão de atribuir o primeiro lugar a Obama apelidando-o de “arquiteto da nova América”. Responsável por “profundas transformações” no país, com consequências a nível global, Obama “criou e trabalhou uma nova maioria, transformou fraquezas em oportunidades e procurou, no meio de grande adversidade, unir o país”, salienta a publicação.

Obama repete a distinção de 2008, na altura justificada pelo consenso e entusiasmo gerado à volta da figura do primeiro Presidente negro dos EUA. Assim sendo, volta a preencher a capa da Time, desta vez em tons escuros e de perfil, bem diferente da capa de há quatro anos, que rapidamente ganhou o estatuto de símbolo global.

Time Person of the Year
A icónica capa que fechou 2008.

A rapariga paquistanesa Malala Yousafzai, atingida a tiro por um talibã, e tornada uma espécie de mártir da luta pelos direitos das mulheres, nomeadamente o direito à educação, aparece no segundo lugar das escolhas da reputada Time. Com apenas 14 anos, Malala desafiou o domínio dos talibã no Paquistão e acabou por ser atacada, tendo sobrevivido aos ferimentos.

No terceiro e último lugar do pódio surge Tim Cook, o sucessor do carismático fundador da Apple, Steve Jobs. O Presidente do Egito, Mohamed Morsi (que, depois de suceder a Hosni Mubarak, tenta fazer aprovar um novo projeto de Constituição, em referendo) é o quarto homem de quem se fala em 2012, ficando o top 5 completo com Fabiola Gianotti, cientista do Laboratório Europeu de Física das Partículas.

Na segunda década do século XXI, já tinham sido escolhidos para Personalidade do Ano da Time o fundador do Facebook, Mark Zuckerberg (2010), e o “manifestante”, numa alusão aos protestos que levaram à queda de vários regimes do Médio Oriente (2011) e numa homenagem aos manifestantes que já mudaram a História as humanidade.

[Fotos: Time]

Partilhar

Comente este artigo

Please enter your comment!
Please enter your name here

*