Universidade do Porto com recorde de voluntários

0
671

A missão da Comissão de Voluntariado da Universidade do Porto (U.Porto) não deixa dúvidas: contribuir para melhorar a sociedade através de ações voluntárias no terreno, desde a ajuda humanitária em África às atividades de promoção do sucesso escolar no Porto. A aposta foi de tal forma conseguida que conseguiu mobilizar 1341 pessoas, a maioria alunos, num resultado recorde.

Os números foram divulgados pelo Relatório de Voluntariado da U.Porto e mostram que 2011/2012 foi o ano letivo em que mais voluntários se juntaram às causas da instituição.

A Comissão de Voluntariado do Porto surgiu precisamente para desafiar a comunidade académica a participar em ações de apoio em diversas áreas, desde a vertente social à cultural, passando pela humanitária e educativa. A importância do voluntariado e de um exercício consciente da cidadania são as linhas mestras do trabalho da Comissão.

A recompensa é a forma como os estudantes têm reagido ao apelo. Em ações concretas da U.Porto, entre as quais se destaca o Voluntariado Estudantil Tutorial – numa iniciativa de combate ao abandono escolar nos ensinos Básico e Secundário no Porto -, participaram 233 voluntários. O acesso facilitado a informação por parte de estudantes com deficiência foi outro dos projetos com grande adesão.

No que diz respeito a cada uma das faculdades da U.Porto, o trabalho dos grupos de voluntariado da Faculdade de Economia, da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação e da Faculdade de Direito juntou 323 pessoas.

No entanto, foi nas ações dos parceiros da U.Porto que a mobilização mais se fez sentir – 785 voluntários participaram em diferentes projetos, entre os quais se incluem missões humanitárias em Cabo Verde, Moçambique e Timor-Leste.

Para homenagear o esforço dos voluntários, foi criado o Prémio da Cidadania Ativa, que irá distinguir os projetos extracurriculares dos estudantes nas áreas que o próprio nome sugere – solidariedade, empreendedorismo, pedagogia e promoção do desporto ou do ambiente são as quatro vertentes da cidadania que estarão a concurso, onde tanto os estudantes como os antigos alunos que tenham terminado a formação no ano anterior ao da entrega do prémio.

[Foto: aptus.com.ar]

Partilhar

Comente este artigo

Please enter your comment!
Please enter your name here

*