E tu, já usas Moustache?

0
841

Mafalda, Raquel, Tiago e Luís. Quatro jovens que se fartaram da roupa que vestiam e decidiram criá-la eles próprios. O resultado foi a Moustache Lisbon, que juntou o característico bigode a acessórios alegres e postiços. A partir de agora, escolher roupa nunca mais vai ser a mesma coisa.

Esta hipótese surgiu-vos de onde? Já tinham a ideia a borbulhar há muito tempo?

A Moustache nasceu de uma ideia muito simples: estarmos, por vezes, fartos da nossa roupa do dia-a-dia e querermos ter a possibilidade de variar mais. Os acessórios que criamos são exactamente isso, o desdobramento da roupa básica em múltiplas opções, tornando o simples acto de vestir, por vezes até um problema, numa actividade mais criativa e arrojada. A ideia de produzirmos acessórios para nós próprios pairava no ar há muito, simplesmente decidimos dar o passo em frente e criar para também vender.

Qual é a vantagem de nenhum de vocês vir da área da moda?

Não sabemos se poderemos falar propriamente de vantagem, mas simplesmente de diferença. O não termos a cabeça moldada em determinadas linhas de pensamento que quem trabalha na indústria tem, inevitavelmente, poderá ter criado espaço de abertura à criação de novas peças. E, muito embora, nenhum de nós venha da área de moda (a Mafalda Torres Campos é arquitecta de interiores, o Tiago Torres Campos e a Raquel Veríssimo Coutinho são arquitectos paisagistas e o Luís Marques de Sousa trabalha na área das tecnologias de informação) todos nós desenvolvemos, independentemente, um gosto específico na área. Restou-nos juntar o gosto às capacidades de cada um para as tornar em mais-valias dentro da Moustache.

Onde é que aprenderam a costurar?

Das quatro pessoas que constituem a Moustache, apenas a Raquel sabia já coser bem e a Mafalda tinha experimentado coser pequenas coisas. Mas procurámos, desde o início, que este projecto fosse também uma partilha de experiências e, neste momento, tentamos todos evoluir na parte técnica do projecto, que não passa apenas pela costura, mas pela modelagem, corte, colagem, e colocação de aplicações.

MOUSTACHE costura
Os quatro jovens entregaram-se à magia das agulhas e das máquinas de costura.

Dividem as tarefas pelos quatro ou todos sabem fazer tudo?

O simples facto de todos trabalharmos a tempo inteiro nas nossas áreas profissionais leva-nos a ser extremamente organizados. O tempo escasseia sempre. Existe uma divisão de tarefas mas não obsessiva, ou seja, tentamos que todos façam um pouco de tudo e, sobretudo, que todos saibam fazer tudo.

Podia perguntar ‘Porquê Moustache?’, mas apetece-me perguntar: Porquê Lisbon? Isso não vos espanta alguma clientela? Ou só fazem entregas em Lisboa?

Muito longe de espantar potenciais clientes, a palavra Lisbon cria atractividade. Lisboa é uma cidade magnífica, jovem, fresca, irreverente, e onde todos nós,na Moustache, gostamos viver. Lisbon funciona como um ingrediente secreto que adiciona identidade à marca. Muito embora a vasta maioria dos nossos clientes sejam da área da grande Lisboa, começamos já a ter encomendas para o resto do país e, inclusivamente, para outros países.

MOUSTACHE_01
As encomendas têm excedido as expectativas da Moustache Team.

Agora a sério, o que é que um Moustache tem que uma pele bem barbeadinha (ou mesmo um buço) não tem?

Na construção da Moustache temos vindo a construir uma identidade de simplicidade com um toque de humor. O bigode, quer queiramos quer não, é um elemento muito propício à boa disposição, mas também de criação de identidade. No Facebook temos divulgado uma série de imagens que comprovam isso mesmo: quem seriam Gandi, Dali, Freddy Mercury ou mesmo o Super Mário sem os respectivos bigodes? Provavelmente, nunca saberemos.

O vosso objectivo é um dia viver disto?

O nosso objectivo é consolidar uma marca que estamos a construir e na qual acreditamos todos profundamente. É uma marca que, apesar de muitíssimo recente, detém o potencial de criação de um nicho que falta no mercado português do pronto-a-vestir. E é precisamente para isso que trabalhamos todos os dias. Se viremos a viver disto ou não, o tempo nos dirá…

MOUSTACHE_21
“O nosso objectivo é consolidar uma marca que estamos a construir e na qual acreditamos todos profundamente”, garante a equipa.

De 0 a 20, quanto devem ao Facebook pela energia positiva que se criou à volta da marca? Sem ele não havia Moustache? (partindo do princípio que têm poucos recursos financeiros para usar nisto)

A Moustache não precisou, de facto, de grandes fundos para arrancar. É inegável a ajuda que as ferramentas tecnológicas mais avançadas nos trazem hoje, não apenas o Facebook, mas também outras plataformas de redes sociais (como o Pinterest ou o Etsy), blogs ou softwares de produção e edição de imagens. São meios poderosíssimos de divulgação do nosso conceito e isso traduz-se, de forma directa, no fortalecimento da própria marca. Mas as ferramentas tradicionais (a tesoura, a linha, a agulha, a máquina de costura) são igualmente importantes quando o produto final é um objecto real. Vemos constantemente projectos inovadores a nascer e a morrer em qualquer um destes sítios virtuais, mas não podemos esquecer que sem a base técnica de costura a Moustache não passaria de uma bolha a insuflar que, maiscedo do que tarde, acabaria por rebentar.

Qual é o produto que tem feito mais sucesso?

Neste momento comercializamos dois grandes tipos de produtos. As T-shirts com bolsos amovíveis e as golas. Tanto uns como as outras têm tido bastante sucesso (muito mais, e muito mais rapidamente, do que pensámos de início). O que nos surpreendeu mais talvez tenha sido a enorme aceitação dos tecidos arrojados em que são feitos os nosso bolsos por parte do público masculino. Julgamos todos que, tradicionalmente, o Homem português é conservador e alinha pouco em “modernices”, mas o facto é que temos vindo a provar o contrário. Não só alinha, como gosta, divulga e sente-se orgulhoso por pertencer à família Moustache. Apenas desejamos que os novos produtos que, muito brevemente apresentaremos, tenham tanto ou mais sucesso.

MOUSTACHE_30
Os bolsos descartáveis e arrojados têm resultado nas t-shirts para homens.

[Fotos: Moustache Team]

Partilhar

Comente este artigo

Please enter your comment!
Please enter your name here

*