Cascais a abrir as portas da Europa

0
2073

O Hotel Vila Galé Cascais foi o local escolhido para receber o 2º Encontro Nacional dos Centros Europass, numa iniciativa a decorrer pela primeira vez em Portugal. Teu conhecido no que toca ao Curriculum Vitae, a verdade é que o Europass inclui cinco documentos – todos eles são uma oportunidade para mostrares o que vales em qualquer lugar da Europa, numa altura em que as fronteiras se dissipam.

Seja através do conselho de um professor, de uma candidatura a um emprego ou do simples passa a palavra, é difícil não te cruzares com o Europass Curriculum Vitae (ECV). Criado para simplificar as candidaturas de emprego no espaço europeu, o ECV chegou a Portugal para nunca mais sair. A conclusão é dada no estudo “A importância dos documentos Europass no mercado laboral português”, de Jorge Romero, professor catedrático, apresentado no 2º Encontro Nacional dos Centros Europass.

Depois do arranque com espetáculo musical, uma oferta da tuna mista do Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas (ISCSP), a mesa de oradores do Encontro no auditório do Hotel Vila Galé foi inaugurada com o elogio de Isabel Leite, secretária de Estado do Ensino Básico e Secundário, à mobilidade e às oportunidades por ela criadas. Nesta ideia inclui-se, naturalmente, o Europass: “o conceito de mobilidade em que assenta o Europass corresponde ao paradigma da comunidade”, disse Isabel Leite, que acrescentou ser uma “obrigação” dos países incluir na agenda política mecanismos que promovam o conhecimento e as competências.

Maria do Céu Crespo, diretora da Agência Nacional para a gestão do Programa de Aprendizagem ao Longo da Vida (PROALV), lembrou a importância de receber o evento em Portugal, país que lidera desde 2008 o ranking europeu de utilização do ECV, sendo o segundo país, apenas atrás da Itália, que mais visitas faz ao site do Europass.

Europass Maria do Céu Crespo
Pedro Chaves e Maria do Céu Crespo foram dois dos oradores presentes na abertura do 2º Encontro Nacional de Centros Europass.

Seguiu-se o discurso de Pedro Chaves, representante da Comissão Europeia, que pediu continuidade no trabalho até agora desenvolvido, que fez do Europass o documento “mais popular da União Europeia”.

A fechar, Ana Teresa Castro, da Agência Nacional PROALV, apresentou aos presentes o estudo de Jorge Romero. “A importância dos documentos Europass no mercado laboral português” mostra que o ECV tem um impacto superior a 80% no mercado de trabalho nacional, um resultado bem mais favorável que o dos outros quatro documentos Europass.

Esta investigação foi dividida em três grupos – candidatos, empresas e instituições de ensino -, avaliando o conhecimento de cada um deles em relação aos cinco documentos. Com o ECV completamente estabelecido, os resultados mostram que há ainda muito trabalho por fazer no que respeita aos outros modelos: o Europass Passaporte de Línguas, por exemplo, é ainda alvo de desconhecimento e “confusão” por parte dos agentes portugueses, que desconhecem as suas reais vantagens.

O encontro termina hoje, num dia dedicado à criação de sinergias entre os vários representantes no sentido de responder aos novos desafios da Europa.

Encontro Europass
O Hotel Vila Galé Cascais acolhe o evento, pela primeira vez em Portugal.

Fica a conhecer os cinco documentos Europass

  • Europass Curriculum Vitae – o mais popular entre os portugueses e em toda a Europa. Largamente utilizado na procura de estágio ou oportunidade de trabalho.
  • Europass Passaporte de Línguas – serve para registar os teus conhecimentos linguísticos, aos quais se juntam muitas vezes experiências culturais.
  • Europass Mobilidade – foram identificadas algumas dificuldades no preenchimento deste documento, que é especialmente vocacionado para estágios em mobilidade. Preenchido pela organização de envio e assinado pela de acolhimento, permite-te apresentar o teu percurso, num modelo comum a toda a Europa.
  • Europass Suplemento ao Diploma – é um complemento ao diploma do Ensino Superior e o maior objetivo é facilitar a compreensão, principalmente de agentes estrangeiros, das competências que o curso te forneceu.
  • Europass Suplemento ao Certificado– complementa o diploma de formação profissional, descrevendo o curso e os créditos conseguidos. Tem o mesmo objetivo, o de mostrar a terceiros as competências que adquiriste no curso de formação profissional.

    Europass CV
    O Europass CV tem um enorme impacto no mercado de trabalho europeu.

[Fotos: João Diogo Correia e cedefop.europa.eu]

Partilhar

Comente este artigo

Please enter your comment!
Please enter your name here

*