À mesa com os reis de Portugal

0
1913

As curiosidades e os comportamentos bizarros de figuras da nossa história servem muitas vezes de ‘fetiche’ para historiadores e curiosos. Ana Marques Pereira esmiuçou documentos e arquivos de biblioteca para chegar ao livro “Mesa Real. Dinastia de Bragança” e conta-nos os hábitos alimentares da corte portuguesa. A mostarda em quase todos os banquetes ou o toque gourmet do rei D. Carlos são só alguns dos segredos desvendados.

Vila Viçosa é o cenário de partida de “Mesa Real. Dinastia de Bragança”. O duque de Bragança, que viria a ser coroado rei D. João IV, está prestes a casar com D. Luísa de Gusmão e enche os salões do palácio com um requintado banquete.

A partir daí, e com a subida ao trono em 1640, que iniciou a Dinastia de Bragança, ou Bragantina, e que levou a corte para Lisboa, os hábitos de alimentação, as etiquetas e o aparato à volta das refeições vão-se modificando. A obra, que já chegou às livrarias pela mão da Esfera dos Livros, apresenta-nos as atitudes e as mudanças à mesa real.

A viagem que nos propõe a autora, Ana Marques Pereira, inclui ainda um arquivo fotográfico de exceção, com quadros, azulejos, gravuras e ementas régias. A história que por motivos óbvios começa com um banquete, termina com outro, retratando aquela que foi a última intervenção pública de D. Manuel II, o rei que ‘fechou’ a dinastia de Bragança, a quarta da Monarquia em Portugal. O banquete servia de homenagem ao presidente da República brasileiro, de visita a Portugal.

Poucos dias depois, Portugal entrava também num regime republicano, na sequência da revolução que estalava nas ruas a 5 de outubro de 1910. A família real partia para o exílio e falhava a visita do rei ao Vidago, marcada para o dia 6. A data ficará recordada na ementa impressa, que não chegou a sair do papel para a mesa da realeza.

Mesa Real

Ana Marques Pereira continua, assim, a debruçar-se sobre os hábitos alimentares da realeza. Licenciada em Medicina, é autora de vários textos e capítulos sobre cozinhas senhoriais, mantendo desde outubro de 2008 um blogue intitulado “Garfadas online”.

Edição: 2012
Páginas: 304
Editor: Esfera dos Livros
PVP: 24 euros

[Foto: ifood.tv]

Partilhar

Comente este artigo

Please enter your comment!
Please enter your name here

*