Como comprar carro usado para ‘Tótós’

0
3042

O Razão Automóvel.com e a Mais Superior juntam-se, este mês, para em conjunto te proporem algo inovador e que poderá vir a ser-te muito útil: um curso intensivo para saber como comprar carro usado para ‘Tótós’.

O teu quotidiano pede desesperado e a plenos pulmões por um automóvel, não é? Talvez porque começaste agora a trabalhar, ou porque acabaste de entrar na universidade, e é incomportável andar de transportes públicos na tua área de residência. Ou simplesmente por uma questão de mobilidade e conforto, certo? Ok, é legítimo. Mas, por outro lado, com esta crise toda, o teu orçamento para a compra de carro é mais reduzido que a chuva no verão, ou o calor no inverno. Pois bem, a compra de uma viatura usada, em vez de nova, pode ser a solução. E há-as em todas as cores, idades, géneros e preços.

O problema agora reside na escolha. Será que o carro em que estás interessado é de confiança, ou um antes velho lobo do asfalto com mais quilómetros feitos que o Space Shuttle? Por isso, a compra de carro usado exige cuidados redobrados para evitar a aquisição de um veículo em péssimo estado. O ideal será adquiri-lo junto de pessoas ou entidades de confiança. Mas como isto nem sempre é possível, temos de tomar as devidas precauções antes de fechar qualquer negócio. Como? Não deixando de fazer coisas simples como, confirmar a autenticidade dos documentos da viatura, a mecânica e toda a carroçaria. Os restantes truques nós vamos ensinar-te.

Decide o que queres
Primeiro pensa no que queres, quanto queres gastar e quanto é que poderás gastar. Só depois poderás partir em busca do melhor negócio. E não te esqueças: mantém-te fiel àquilo que pensaste. Caso contrário, acabarás por escolher algo de que não precisas ou que não podes pagar.

Pede ajuda
Pede ajuda a um amigo que tenha conhecimentos sobre automóveis. Em caso de dúvida, leva contigo um mecânico da tua confiança para fazer uma avaliação ao estado geral do carro. Precisas de ver tudo com a máxima atenção, especialmente os itens de segurança, tais como travões, amortecedores e pneus.

Preços
O preço dos carros usados varia muito. Só há uma solução: Pesquisar. Jornais, revistas e sites divulgam frequentemente as tabelas de preços de mercado, essa é a tua melhor referência. Para avaliares se o preço do carro é compatível com o de mercado, deverás levar em linha de conta variáveis como a quilometragem, o estado geral do veículo e o equipamento proposto. E não te esqueças: regateia sempre o preço! Perde a vergonha e negoceia até achares que atingiste um bom equilíbrio entre o valor do carro e aquilo que estás disposto a pagar. E não te esqueças de imputar os custos de eventuais reparos ao valor de venda.

Análise externa do veículo
Ainda com o veículo parado:
1. Examina o carro à luz do dia e nunca em locais fechados ou garagens. Exige ver o veículo seco, porque a água pode atribuir ao carro um brilho enganador;
2. Testa o amortecedor empurrando o carro para baixo. Se, ao largares, o veículo abanar duas ou mais vezes, o amortecedor está em más condições;
3. Observa se a pintura é uniforme, caso não seja, isso indicia que o carro foi acidentado. Procura também desníveis no alinhamento dos painéis da carroçaria.
4. Se houver bolhas na pintura, cuidado: é sinal de que há ferrugem.
5. Confere se as portas ou capô fechados encaixam perfeitamente. O desnível pode indicar que o carro foi batido;
6. Confere o estado dos pneus. O piso ou um desgaste irregular denuncia um chassi empenado, problemas com a suspensão, ou falta de alinhamento das rodas;

Com o veículo em movimento
Chassi
Em estrada aberta e nivelada confirma se o carro tem tendência para fugir de estrada. Pode indiciar problemas de suspensão ou de carroçaria. É muito importante que o automóvel não apresente este sintoma.

Motor
Para verificar a saúde do motor, reduz a velocidade bruscamente ou desce uma estrada de grande inclinação com a 2ª mudança engrenada. A velocidade deve reduzir e o carro deve abrandar abruptamente.

Travões
Trave normalmente o carro. Se houver ruídos metálicos, as pastilhas estão gastas.

Caixa de Velocidades
Engata todas as marchas e verifica se produzem barulho anormal.

Com o capô aberto
Chassi
Confere se o número do chassi que vem gravado junto ao motor, no vidro e em vários locais, condiz com o que consta no registo de propriedade do veículo.

Motor
Pede para te mostrarem o filtro do ar e procura sinais de fuga de óleo junto do motor. Um motor demasiado limpo também pode ser para encobrir alguma fuga, tem atenção. E o ruído do motor deve ser constante e linear.

Dentro do Carro
Sistema Elétrico
Examina todos os comandos, como faróis, buzina, limpa prra-brisas, desembaciador, piscas, luzes de travagem, velocímetro, indicador de temperatura etc. para confirmares que tudo funciona.

Interiores
O desgaste do interior deve corresponder à quilometragem do carro. Volante demasiado gasto, bem como bancos e pedais num carro com baixa quilometragem pode ser um indício de que a quilometragem não é verdadeira.

Recomendações Finais
Alguns estabelecimentos comerciais, têm a prática de emitir no recibo de compra e venda a expressão “o cliente ao assinar este contrato assumem que o veículo se encontra em bom estado de conservação “. Deves exigir que sejam incluídos no contrato todos os defeitos de mecânica e chapa e não efetues a compra sem antes verificar que o veículo não é furtado ou tem multas pendentes. O IMTT poderá informar-te sobre a situação do veículo: se houve furto, se existem multas, etc. E claro, só aceites documentos originais. Recusa determinantemente papéis com rasuras ou fotocópias, ainda que autenticadas.

Sites de compra de usados:
www.standvirtual.pt É a referência nacional em carros usados, com um enorme portefólio de escolha. Desde o mais caro ao mais barato, é a tua imaginação e a tua carteira que são o limite.
www.hourselection.com Queres um automóvel ‘premium’ compacto, mas não queres gastar uma fortuna. O HourSelection, através de consultores especializados, faz importação de veículos usados com garantia de fábrica.
www.olx.pt Neste site poderás encontrar algumas das propostas mais ‘modestas’ quando procuras um automóvel com um valor abaixo dos 1000 euros.

SOBRE O AUTOR DESTE TEXTO

Guilherme Ferreira da Costa é estudante de Mestrado no Instituto Superior de Gestão e editor do site Razão Automóvel. Também colabora mensalmente com a revista Mais Superior, dando-te dicas práticas sobre como seres um condutor mais feliz… E poupado.

[Foto: sabetudo.net]

Partilhar

Comente este artigo

Please enter your comment!
Please enter your name here

*