As cadeiras que te deixam de boca aberta

0
620

Se alguma vez pensaste que a tua licenciatura abusava das cadeiras estranhas, ou à primeira vista incompreensíveis, o jornal “The Independent” fez uma lista que te vai deixar pasmado. Apresenta dez cadeiras que não dão hipóteses à concorrência, no campeonato da bizarria. Desde o estudo de zombies à vida de David Beckham, a oferta é variada.

E não penses que te falamos de instituições perdidas num mundo longínquo ou relegadas a um plano secundário. A Universidade de Edimburgo, por exemplo, é uma das mais prestigiadas da Grã-Bretanha e apresenta um curso de “Inglês 333”, onde te é permitido estudar as características dos zombies, não vá algum destes mortos-vivos aparecer-te pela frente e ficares sem saber o que fazer. Em Staffordshire, Inglaterra, o fenómeno David Beckham é motivo para entrar nos manuais. “Cultura Futebolística” é a cadeira que não deve ser desprezada, já que, segundo o professor responsável, tem um percurso comparável às unidades curriculares viradas para o cinema, que quando surgiram foram igualmente mal recebidas.

Ainda no país de Sua Majestade, em Durham, as rivalidades entre os Gryffindor e os Slytherin, na famosa escola de feitiçaria de Hogwarts, servem de exemplo para as que existem nas salas de aulas convencionais. Daí podem tirar-se algumas lições sociológicas do sucesso de J.K.Rowling (que hoje faz 47 anos!), a saga Harry Potter. “Harry Potter e a Idade da Ilusão” é o nome da cadeira.

Fazer renda, beber xarope ou ser o Robin dos Bosques?

Mas há outras matérias bastante peculiares, para dizer o mínimo, na lista do diário britânico. Uma disciplina chamada “Filosofia e Star Trek”, que integra as questões mais profundas do ser humano no contexto da aclamada série de ficção científica; outra que estuda os símbolos fálicos, com direito a intrincadas teorias; uma outra, desta vez nos EUA, que explica tudo o que há para explicar sobre o Xarope de Ácer; para os lados de Glasgow, um doutoramento acerca de um hábito tradicional da região, a renda; em Nottingham, como parte do mestrado em História, os feitos e conquistas do bom samaritano Robin dos Bosques; em Belfast, sob o título “Sente a Força: Como ser um Jedi”, a cadeira que todos os apaixonados por Star Wars (e não são poucos) sonhavam ter; e, por fim, em Conventry, um curso de “Psicologia de Experiências Humanas Excecionais”, onde até o trabalho dos espíritos é minuciosamente analisado.

[Foto: rogerhollander.wordpress.com]

Partilhar

Comente este artigo

Please enter your comment!
Please enter your name here

*