Distinção com sotaque brasileiro

 

Foi o mentor do programa Fome Zero, implementado no Brasil durante o ‘reinado’ de Lula da Silva, é engenheiro agrónomo, professor do Instituto de Economia da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP – Brasil) e diretor-geral da Food and Agriculture Organization (FAO). Um pouco por tudo isto, José Graziano da Silva recebe hoje o grau de Doutor Honoris Causa da Universidade Técnica de Lisboa (UTL).

A cerimónia de atribuição do título de Doutor Honoris Causa da UTL a José Graziano da Silva decorre pelas 14.30h, no Instituto Superior de Agronomia (UTL) da instituição. A sua carreira de professor é conhecida pela valiosa contribuição na formação de jovens profissionais latino-americanos, dedicados às questões do desenvolvimento rural e da segurança alimentar. Ao todo, José Graziano da Silva orientou 26 doutoramentos e 13 mestrados.

Em 2001, foi mentor e principal coordenador da elaboração do programa Fome Zero – que, aliás, serviu como um dos principais pontos da campanha presidencial de Luiz Inácio Lula da Silva, no Brasil – e um ano depois era nomeado, pelo mesmo Lula da Silva, Ministro Extraordinário de Segurança Alimentar e Combate à Fome. Estima-se que o Fome Zero tenha, em apenas cinco anos, tirado 24 milhões de pessoas de uma situação de pobreza e tenha reduzido em 25 por cento os casos de subnutrição no país do samba.

Tornou-se, a 1 de janeiro deste ano, o primeiro latino-americano a ocupar o cargo de diretor-geral da FAO e, consequentemente, o primeiro a dirigir um organismo da Organização das Nações Unidas (ONU). Tem mandato até 2015.

Dados todos os méritos, e devido à forte ligação que mantém com os docentes do ISA, José Graziano da Silva é, a partir de hoje, Doutor Honoris Causa da UTL.

[Foto: wallstreetfitness.com.br]

Artigos Relacionados:

Deixar uma resposta