Cheiros e sabores que nos conquistam

0
502

Graças à sua história milenar, o chá deixou de ser apenas uma bebida e tornou-se numa forma de arte. A maneira de ser feito e saboreado é apreciada um pouco por todo o mundo e, para manter vivos os aromas asiáticos, o Museu do Oriente organiza no próximo dia 7 de julho a 3ª edição do Curso de Chá.

O sucesso das anteriores foi tanto que o Museu do Oriente decidiu partir para esta nova edição. O curso está dividido em duas partes, a teórica e a prática, e será lecionado por Luís Carvalho, diretor do Museu Botânico de Beja.

No programa prático terás oportunidade de aprender métodos de preparação de chá e participar numa prova de seis a oito tipos de chá, provenientes da China, Ilha Formosa, Índia, Ceilão e Japão. Todos os chás serão minuciosamente apresentados, com a explicação das suas origens, manufatura e propriedades.

Para a parte teórica, podes contar com uma análise das características botânicas, da história social do chá, da produção mundial, do cultivo e processo pós-colheita, assim como terás oportunidade de conhecer os vários tipos de chá (como o preto, o verde, o oolong, o branco, o amarelo, o pu-erh ou o aromatizado), perceber as propriedades farmacológicas ou os usos tradicionais e acessórios para o chá (desde a cerâmica e a porcelana até à prata).

A participação está limitada a 20 pessoas e custa 30 euros, com prova de chá e distribuição de amostras incluídas.

[Foto: Museu do Oriente]

Partilhar

Comente este artigo

Please enter your comment!
Please enter your name here

*