Diversão, mas com ponderação!

0
671

Maio é, certamente, um dos meses mais importantes para os estudantes do Ensino Superior. Se és daqueles que se envolvem em todas as atividades da Semana Académica ou da Queima das Fitas, estou certa de que este é, para ti, um dos meses mais difíceis do ponto de vista financeiro. Mas, mesmo que optes apenas por ir a um ou outro evento, também sentes diferença na carteira, isto porque estamos a falar de gastos extra, que carecem de planeamento para não arrasarem as nossas finanças.

Desde as solicitações para jantar fora, às idas a concertos, passando pelas tasquinhas, és convidado a participar num elevado número de atividades – a maioria das quais com custos. Para que te divirtas e continues de boa saúde financeira, vou recordar-te de alguns cuidados a ter na gestão do dinheiro. Em primeiro lugar, o ideal é que tenhas poupado para fazer face a estas despesas anuais. Se não o fizeste, começa em junho a poupar para o ano de 2013! Pode parecer cedo, mas quanto mais depressa o fizeres menor será o esforço que terás de fazer mensalmente. Se não tinhas feito o mealheiro para fazer face a estas despesas, sugiro que, em primeiro, lugar definas quanto dinheiro podes despender do teu orçamento – mesmo que para isso tenhas de sacrificar outros gastos, não essenciais. Depois, há que definir o programa das festas em função do dinheiro disponível.

Se vês que há um acontecimento que não podes perder, mas para o qual não tens agora dinheiro disponível, opta por pedir dinheiro emprestado. Com ou sem juros, esta é uma negociação que terás de fazer com o financiador – que deve ser alguém de extrema confiança e que também não fique em dificuldades por te emprestar o dinheiro. Alerto, no entanto, para o facto de esta ser uma solução apenas para quem não irá ter dificuldades de liquidar o crédito num curto espaço de tempo, pois só assim faz sentido e não é prejudicial às finanças pessoais.
Agora deixo-te algumas dicas para poupares uns euros! Já pensaste que se em vez de ires jantar fora e depois sair com os teus amigos podes jantar em casa e depois seguires para a festa? Vais poupar o dinheiro da refeição, que talvez te permita adquirir uma entrada para outro evento. E, para o caso de pretenderes estar em grupo, também podes optar por jantar em casa com amigos, desde que as despesas sejam partilhadas a poupança e a animação são certas!

E, porque os trajes são sempre muito dispendiosos, já consideraste a hipótese de comprar em segunda mão? Por vezes existem ofertas disponíveis na internet, mas também podes ver se alguém da tua faculdade está disposto a vender ou até a emprestar-te. Os padrinhos e as madrinhas de curso podem, certamente, ajudar-te nesta tarefa.

As tradicionais capas repletas de fitas coloridas também têm custos. Sugiro que optes por diminuir o número de fitas a distribuir à família e amigos. Em vez de uma fita para a tia, para o tio e outra para os primos – que às vezes sentem uma enorme dificuldade em ocupar tanto espaço com os seus votos de felicitações –, oferece apenas uma para toda a família. Faz o mesmo com os amigos. Concede apenas o privilégio de oferecer aos mais próximos uma fita para cada um. Parece que é pouco dinheiro que poupas, porque as fitas não são assim tão caras, mas é uma questão de fazeres contas e veres se esta sugestão faz sentido. Lembra-te que no poupar é que está o ganho!

Sobre a autora deste texto

Susana Albuquerque é Secretária-Geral e coordenadora do Programa de Educação Financeira da ASFAC – Associação de Instituições de Crédito Especializado. A também autora do livro “Independência Financeira para Mulheres” colabora mensalmente na revista Mais Superior para te dar dicas práticas que poderás aplicar no teu dia-a-dia.

[Foto:  Images_of_Money @ Flickr]

Partilhar

Comente este artigo

Please enter your comment!
Please enter your name here

*