A angústia em 18 anos

0
1196

Um crime que ficou famoso salta agora para as páginas do livro “Vida Roubada”. Jaycee Lee Dugard tinha apenas 11 anos quando a sua vida deu uma volta: a caminho da paragem do autocarro que todos os dias a levava à escola, Jaycee foi interpelada por um homem dentro de um carro. Esse homem raptou-a, violou-a e manteve-a em cativeiro durante 18 anos. Foi condenado a 431 anos de prisão.

Phillip Garrido contou com a colaboração da mulher, Nancy Garrido, para o rapto e para todo o processo que prendeu a jovem americana durante quase duas décadas (desde 1991 até 2009). Durante esse tempo, Jaycee acabou por dar à luz duas filhas de Phillip, tornando-se escrava do criminoso, que a impedia de contactar com o mundo exterior ou de sequer relembrar o passado e as experiências antes do sequestro.

Este livro é um forte e admirável relato do drama vivido pela jovem, escrito pela própria, e que o “The New York Times” descreve como “corajoso, digno e tremendamente honesto”. Há escritores que criam vidas e que as tornam reais. Jaycee Lee Dugard faz o percurso oposto: viveu-a uma história real e tornou-se escritora sem precisar da imaginação.

A JAYC Foundation é uma das organizações que dá apoio a vítimas e respetivas famílias de experiências traumáticas como esta.

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=0yKiT7uBe6w&w=560&h=315]

Edição: 2012
Páginas: 272
Editor: Leya
PVP: 13,90 euros

[Foto: Leya]

Partilhar

Comente este artigo

Please enter your comment!
Please enter your name here

*