Quem te dera estudar na Suíça?

0
3542

Parece um sonho, mas pode muito bem tornar-se realidade. Conhecida pelos engenhosos canivetes, o chocolate de sabor intenso, a solidez financeira dos bancos, os relógios e até as paisagens montanhosas e nevadas como nos mostravam os desenhos animados da Heidi, a Suíça é também berço de uma genuína e reputada ‘hospitality’, conceito que coloca as escolas hoteleiras do SEG – Swiss Education Group no topo das preferências dos grandes  recrutadores internacionais.

Já imaginaste conviver diariamente com alunos de 91 nacionalidades diferentes? Ter a oportunidade de melhorar o idioma mais internacional de todos, através dum ensino 100% em inglês? Estudar numa escola que tem bar, discoteca e ainda te permite relaxar  durante os tempos livres, num ginásio, SPA ou centro de desportos de inverno? Não teres que te preocupar com arranjar estadia, pois o alojamento e também as três refeições diárias estão incluídos no curso? Beneficiar de aulas práticas inovadoras onde o ‘hands on’ é o prato do dia? E ainda poder estagiar nos melhores hotéis do mundo inteiro?

HIM
Esta é a vista a partir do HIM - Hotel Institute Montreux. Já imaginaste acordar todos os dias para as aulas com esta vista? Quem estuda aqui consegue!

Nas quatro escolas pertencentes ao SEG – Swiss Education Group tudo isto e muito mais é possível. Todas fazem parte do mesmo grupo reconhecido internacionalmente, mas cada escola é marcadamente caraterizada por um ambiente familiar, instalações únicas e paisagens próprias – são elas o César Ritz Hospitality College (presente nos campus de Le Bouveret, Brig e Lucerne), o HIM – Hotel Institute Montreux, a IHTTI – International School of Hotel Management (Neuchâtel) e ainda a SHMS – Swiss Hotel Management School (presente nos campus de Caux e Leysin).

Se gostas de viajar, possuis uma mentalidade aberta, tens perspetivas de uma carreira internacional, facilidade em comunicar com outras pessoas e gosto por profissões relacionadas com hotelaria, turismo, organização de eventos, restauração ou até manutenção de Resort & SPA, a Suíça pode muito bem ser o teu destino de sonho para completar os estudos. “Mesmo que se fale em crise, as pessoas vão sempre querer ter férias –  se antes faziam mais, agora fazem menos, mas continuam a fazer. O grupo hoteleiro IHG – InterContinental Hotels Group, por exemplo, tem em marcha um plano de construção de 1777 novos hotéis, entre 2010 e 2014. Como o IHG muitos… O que significa isto? Mais hotéis vão precisar de mais pessoas qualificadas a trabalhar lá. Logo, este setor é dos poucos que se pode dizer que apresenta ótimas perspetivas no que a saídas profissionais se refere”, diz Mark Reimer, Diretor de Marketing do SEG.

Estudar na Suíça? Porquê?

Mark Reimer
Mark Reimer, Diretor de Marketing do SEG - Swiss Group Eduation, foi o 'guia turístico' da Mais Superior por terras Suíças, demonstrando a simpática 'hospitality' que abunda no país.

O facto das escolas do SEG serem 100% suíças significa que há especificidades destas escolas que apenas se podem aprender e apreender neste país, como refere Mark Reimer. “Frequentemente somos abordados no sentido de estabelecermos escolas nossas noutros países, mas a nossa diferença reside exatamente nisso: as nossas escolas estão todas e apenas na Suíça, porque se os alunos quiserem estudar as áreas que nos lecionamos nos seus países de origem, de certo terão lá muitas escolas. Para todos os outros que procurarem o requinte, a diferença e a reputação junto dos parceiros e recrutadores internacionais, estão as escolas do SEG”. 

Esta reputação suíça hoteleira é herdeira de César Ritz, o homem que concebeu o conceito de hotel palaciano. “Ritz foi um verdadeiro visionário. Nascido no final do século XIX, este suíço depressa percebeu que havia pessoas que viajavam por lazer e que precisavam de ficar hospedados em sítios que correspondessem às suas espetativas: com um serviço personalizado, decoração cuidada, atenção redobrada com a qualidade da comida e da bebida… A Suíça é herdeira dessa refinada tradição e as nossas escolas também. Aqui há algo especial: em cada quarto  em cada habitação sentem-se as tradições e os ensinamentos dos nossos antepassados, o que nos dota de credibilidade e de diferença”, continua o Diretor de Marketing do SEG.

Cafés Suíça
A diversão e o convívio pairam nos cafés na zona de Neuchâtel. Nota para os edifícios com aspeto de Contos de Fadas que abundam no país.

Além de viverem completamente imersos na atmosfera hoteleira – as escolas são verdadeiros hotéis, sendo que as refeições têm de ser reservadas com antecedência, como se dum restaurante se tratasse, havendo inclusivamente um hall de entrada que recebe todos os alunos e visitantes com um sorriso de orelha a orelha como numa típica receção de hotel  – os alunos das escolas aprendem mais do que disciplinas. Aprendem valores diretamente ligados à cultura e História da Suíça:  tal como os afamados relógios, aprendem a ser precisos e pontuais; lembrando os bancos, aprendem a noção da disciplina e da discrição para com os clientes; e até aludindo aos típicos canivetes suíços, aprendem a ser práticos, mas sem nunca deixarem de ser inovadores. “A juntar a todas estas valências, aprendem a trabalhar em equipa, percebendo o sentido de companheirismo, mas também de liderança – porque num hotel trabalham desde o porteiro, o chef do restaurante, à rececionista, passando pelo diretor de recursos humanos, por exemplo. Há funções que não associamos diretamente, mas que são indispensáveis aos bom funcionamento de um hotel”, sublinha Mark Reimer.

Estudantes SEG
Nas escolas do SEG estudam alunos de 91 países diferentes. Esta é a tua oportunidade de conhecer diferentes amigos, tradições, idiomas e culturas.

Assim, em todas as escolas do SEG preparam-se profissionais de primeira categoria prontos para ocupar cargos também eles de primeira categoria espalhados por todo o mundo – dedicados, persistentes e apaixonados pela sua vocação. Contudo, não haja ilusões: aqui há tempo para o lazer, para o desporto e para os tempos livres na companhia dos amigos e colegas de turma – mas trabalha-se (e muito) para conseguir chegar à meta final… Mas como verás nas reportagens que se seguem, cujo material foi recolhido in loco, todos os alunos falam desse esforço e dessa enorme dedicação com um enorme sorriso nos lábios. Será porque quem estuda e trabalha por gosto na Suíça não cansa.

 

[Foto: IHTTI – International School of Hotel Management | HIM – Hotel Institute Montreux | SEG – Swiss Education Group]

Partilhar

Comente este artigo

Please enter your comment!
Please enter your name here

*