A respiração quer-se automática

0
500

É provavelmente o mais famoso instrumento da medicina, mas está a precisar de reforma (tem quase 200 anos, não o podes culpar). A Universidade de Aveiro (UA) prepara-se para dar um novo alento ao estetoscópio clínico, com um mecanismo de ligação ao computador pessoal do médico que, assim, consegue gravar os sons e diminuir a subjetividade da auscultação.

Num estetoscópio aparentemente normal é inserido um microfone que permite ligá-lo ao computador, através de uma placa de som, e o que o projeto da UA, que conta com a parceria da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT), pretende desenvolver é um software específico para que os sons pulmonares possam ser processados e interpretados automaticamente, facilitando, e muito, a tarefa do clínico e evitando contradições nos exames pulmonares já que, segundo Alda Marques, uma das investigadoras, “é pobre o acordo entre diferentes observadores de um mesmo doente”.

[Foto: UA]

Partilhar

Comente este artigo

Please enter your comment!
Please enter your name here

*