Florbela, a mulher com sede de infinito

0
595

É ela Florbela Espanca, a mulher da alma inquieta que sentiu mais do que aquilo que conseguiu escrever e que não temeu trocar de marido como quem troca de tema para mais um poema febril, intenso e resvaladio – como o são as pérolas num pescoço feminino.

Amantes, revoltas populares, festas de foxtrot, um Portugal a acordar do fim da I República e um irmão aviador capaz de a ajudar em voos mais altos do que aqueles a que estava destinada uma mulher do século passado: a pacatez da vida de casada com muitos filhos. Este é o relato biográfico de Vicente Alves do Ó sobre Florbela Espanca, a escritora que viveu na cumplicidade do irmão Apeles, oficial da Aviação Naval que a ajuda a respirar os ares de uma Lisboa que fervilhava ideias novas e perigosas para a época.

Título: Florbela
País: Portugal
Ano: 2011
Género: Drama
Estreia: 8 de março
Site oficial

FICHA TÉCNICA
Realização e argumento: Vicente Alves do Ó
Elenco: Albano Jerónimo, Anabela Teixeira, António Fonseca, Carmen Santos, Dalila Carmo, Ivo Canelas, José Neves

[Foto: cinema7arte.com ]

Partilhar

Comente este artigo

Please enter your comment!
Please enter your name here

*