No, woman, no cry

0
649

Sim, o título desta notícia já o Bob Marley cantava… Porque, infelizmente, ainda há muitas mulheres que choram por razões que todos podemos ajudar a evitar. Assim, o ISPA – Instituto Universitário organiza, no próximo dia 2 de março, às 12h30, a conferência “A community approach to preventing dating violence and sexual violence: violence is everyone’s issue”. Porque a violência nos casais não é só um problema das mulheres – é de todos nós.

No encontro, conduzido pela professora Suzanne Swan da University of South Carolina, nos Estados Unidos, será argumentado que as altas taxas de violência nas relações amorosas e violência sexual se devem à tendência de a rotular como uma questão de mulheres e não como um problema da comunidade.

Nos Estados Unidos, 25% das mulheres podem ser vítimas de violência sexual na universidade e um em cada três estudantes universitários do sexo feminino e masculino passam por violência no namoro. Apesar destas elevadas taxas de violência, a grande maioria dos estudantes universitários (75-94%) não se comporta violentamente ou tolera a violência. No entanto, não a encaram como um problema seu e tendem a responder de forma passiva a uma cultura que tacitamente apoia e banaliza a violência.

[Foto: sundaemon.blogspot.com | Picasso, “A mulher que chora” (1937)]

Partilhar

Comente este artigo

Please enter your comment!
Please enter your name here

*