Como funciona a Assembleia-Geral da ONU?

0
836

Se alguma vez refletiste sobre este assunto, fica a saber que a Escola de Direito da Universidade do Minho recebe esta quinta-feira, dia 1, o II Model United Nations (MUN), uma simulação da assembleia-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), que visa a formação dos participantes e a sensibilização da sociedade sobre temas da atualidade mundial.

Esta segunda edição do evento tem o tema “Tráfico Humano: Que respostas?” e é organizada pelo núcleo da UMinho da Associação Europeia de Estudantes de Direito (ELSA).

Os alunos inscritos representam um país à escolha, enquanto diplomatas, protagonizando o debate e a consequente defesa dos seus direitos em plena assembleia. A sessão de boas-vindas é às 10h, no auditório nobre da Escola de Direito (campus de Gualtar, Braga). Seguem-se as intervenções das delegações e as reuniões de lobbying. De tarde, das 14h às 17h30, está prevista a entrega das resoluções, a colocação de questões, a votação da resolução a debater, nova ronda de lobbying e apresentação de emendas até à votação final. Os alunos estiveram a preparar-se consultando a legislação na área, o Observatório do Tráfico de Seres Humanos, inúmeros artigos científicos, documentários e notícias. Serão dados prémios à delegação com melhor empenho e argumentação na defesa do seu país e ao delegado que revelar maior domínio discursivo e contribuir de forma decisiva na simulação.

A sessão vai ser vídeo-gravada, face à importância do tema e aos parceiros internacionais da ELSA, como o Conselho da Europa e a Amnistia Internacional. Esta atividade é realizada em diversos pontos do mundo devido ao seu caráter dinâmico e pedagógico e tem vindo a crescer de forma bastante expressiva em Portugal, com especial relevo para a UMinho. A ELSA (European Law Students’ Association) nasceu em 1981 em Viena por quatro estudantes, divididos pelo muro de Berlim mas unidos pelo estudo do Direito. É a maior associação independente de alunos de Direito, representada em mais de 200 universidades de 42 países. Tem como objetivos potenciar a capacidade profissional dos futuros juristas e fomentar a intercomplementaridade dos vários sistemas legais, num espírito de cooperação científica.

[Fonte e Foto: Universidade do Minho]

Partilhar

Comente este artigo

Please enter your comment!
Please enter your name here

*