Roommates forever… Ou talvez não

0
1006
Quarto Desarrumado | ©FletchtheMonkey

A ti, que vives numa residência universitária ou partilhas quarto em apartamento, a Mais Superior dá uma palmadinha nas costas e diz: “eu sei o que isso é…”. E porque sabemos mesmo como é incómodo ter de trocar de boxers em frente a outra pessoa (que por sinal come das tuas batatas fritas sem te dizer nada …), compreendemos que também, por vezes, sabe bem ter um compincha que nos faz um chazinho de camomila e empresta boas séries de TV para ver na cama.

Este mês, no Manual de Instruções, ajudamos-te a lidar com alguns problemas que parecem gigantes, mas que têm solução do tamanho de uma ervilha… Das verdes e pequenininhas.

Problema 1: “Quem comeu as minhas gomas?”

Solução: Sempre que fores à procura de alguma coisa que foi subitamente “raptada” pela pessoa que vive contigo respira fundo e certifica-te de que assim o é. Quando ela chegar, fala abertamente da situação e descobre se não se tratou de uma situação de emergência… Lembra-te de que não se deve cuspir para o ar: imagina que um dia também precisas de um penso higiénico, por exemplo, e só tens os da tua colega que mora contigo? Também pegavas num, se calhar….

Problema 2: “Sou sempre eu a limpar o frigorífico!”

Solução: Se elaborar um plano de limpezas semanal ou mensal individual não é suficiente (porque acabas por ser tu a limpar sempre e a limpar tudo), dá a volta ao assunto e organiza uma sessão de limpeza conjunta! Cada pessoa limpa determinadas divisões da casa por turnos, podem ajudar-se mutuamente com as tarefas mais pesadas e ainda acabam o serviço muito mais depressa…

Problema 3: “Como nunca fala, ás vezes penso que está morta”

Solução: nem todas as pessoas são obrigadas a falar pelos cotovelos, a sair à noite e meter-se nos copos ou a partilhar a vida privada com outra pessoa, só porque habitam entre as mesmas quatro paredes. Tenta fazer uma avaliação inicial da pessoa e a pouco e pouco saber o que ela gosta e não gosta de partilhar contigo: horário de jantar; ir ao cinema ou às compras de vez em quando; falar de como foi o fim de semana ou das cadeiras preferidas do curso… Vais ver que quando conheceres a personalidade de quem vive contigo, será muito mais natural saberes como agir. Nada de stresses.

Problema 4: “Desliga a luz, porque quero dormir”

Solução: Pessoas diferentes com cursos e horários diferentes mantêm, como não podia deixar de ser, estilos de vida igualmente diferentes. Partilhem os horários num quadro de cortiça para saberem quando podem fazer actividades mais barulhentas, como aspirar o quarto; arrumações; telefonemas; ver TV… Podem também usar códigos para indicar que já estão a dormir, deixando a porta com menos uma volta na fechadura – e assim quem entra já não liga as luzes todas e tenta fechar as portas com jeitinho. Tens ainda tampões de silicone à venda em farmácias para atenuar o ruído e máscaras para dormir, que além de giras, diminuem a tua sensibilidade à luz. Experimenta!

[ Foto: FletchtheMonkey ]

Partilhar

Comente este artigo

Please enter your comment!
Please enter your name here

*